Cesto dos Tesouros

abertura cesto tesourosPor volta do sétimo mês o bebê já experimentou diferentes texturas e formas e já está bem experiente com as diferentes capacidades das suas mãos. Já domina agarrar e soltar objetos de acordo com sua vontade, entendendo que sua capacidade é mais que colher informações, mas também modificar seu ambiente. É chegada a hora de passar para a descoberta de objetos do cotidiano ao seu redor.

Tudo isso coincide com a época que o bebê já senta sozinho (sem apoio), mas ainda  não pode chegar até esses objetos por conta própria. O cesto dos tesouros consiste em coletar objetos domésticos comuns e seguros para explorar. É interessante manter um tema em cada apresentação do cesto: seja itens de um mesmo ambiente (cozinha, banheiro, etc) ou mesmo material, ou mesma cor, diferentes tecidos, por exemplo. Isso ajuda a criança a categorizar os objetos que ela observa pela casa.

Forma, cor, textura, gosto, dureza, sonoridade, plasticidade, características das diferentes partes que compõem são um pouco do que podem experimentar sobre esses objetos. Mas, aprendem também ou aperfeiçoam os comportamentos que utilizam para interagir com eles. Aprendem a coordenar suas ações e, mais que isso, a descobrir a dupla função de um mesmo objeto ou ação. Uma coisa é olhar, pegar, por na boca e sugar quando se está com fome, outra coisa é fazer tudo isto como atividade lúdica, presidida pelo prazer funcional da repetição e pelo gosto de, por meio disso, passar um tempo, distrair. –  O que é brincar para uma criança pequena? Por Prof. Dr. Lino de Macedo

Sempre bom lembrar em cada postagem: deixe a criança se concentrar, procure manter silêncio. Evite ficar descrevendo os objetivos, dizendo seus nomes ou qualquer outra interação enquanto explora os materiais. Evite que outras pessoas façam o mesmo. De agora em diante você está nomeado guardião da concentração do bebê. 😉

Outro lembrete. Como atualmente é muito comum tudo ser de plástico em casa, esteja atento para incluir objetos com material natural com diferentes texturas, temperaturas e cheiros.

Assim como nos móbiles, brinquedos, livros e outros materiais, o rodízio dos objetos é importante porque a criança vai se habituar a tudo o que nós fornecemos e ao retornar eles ganham nova dimensão. Essa é uma atividade que não tem limite de idade. Quando um objeto familiar é re-apresentado mais tarde, a criança vai olhar para ele em um nível diferente, porque seu cérebro progrediu e ela está pronta para tomar em mais informações. Repetição do familiar é essencial para desenvolver foco e verdadeiro conhecimento em todas as fases do desenvolvimento.

Depois esses mesmos objetos do lar podem novamente ser coletados em cestos para atividades de linguagem.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s