Rosa é coisa de…criança!

WhatsApp Image 2017-10-10 at 11.07.16.jpeg

Minha filha mais velha (3 anos) está numa fase rosa. Tudo é rosa, até o suco ela escolhe rosa. Meu filho mais novo (1a8m) também adora rosa. Ele sempre prefere os sapatos rosa da irmã ao invés dos dele. Eu tinha convicção que essa era uma preferencia socialmente imposta pra ela e para ele se tratava de uma mera imitação da irmã. Eu andava me perguntando de que forma eu poderia respeitar essa predileção sem exacerbar ainda mais e acabei de surpreendendo com algumas coisas que encontrei.

Engano meu achar que a preferencia por rosa era algo totalmente influenciado pelo meio social da minha filha. Um dos materiais mais clássicos do método Montessori é a Torre Rosa.  Eu ainda não tinha parado pra pensar o porquê da cor. Segundo Polina, mãe russa que tem um Instagram incrível, todas as crianças gostam da cor rosa. Maria Montessori observou isso e pintou sua torre de cubos dessa cor. Na época de em que viveu Montessori, o rosa era uma cor mais associados a meninos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Foto por Jess Liotta and Colin Liotta

Fui em busca de base científica que comprovasse essa prefrência a despeito do gênero da criança e encontrei esse artigo que diz:

Meninas e meninos diferem em suas preferências por brinquedos, como bonecos e caminhões. Essas diferenças de sexo estão presentes em lactentes, são observadas em primatas não humanos e relacionam-se, em parte, com a exposição prévia a androgênio. Esta evidência de influências inatas nas preferências de brinquedos tipificadas pelo sexo levou a sugestões de que características do objeto, como a cor ou a forma dos brinquedos, podem ser de interesse intrinsecamente diferente para homens e mulheres.  (Após o experimento se constatou que) não houve diferenças significativas de sexo nas preferências dos bebês para diferentes cores ou formas. Em vez disso, tanto as meninas quanto os meninos preferiam as cores avermelhadas em lugar do azul e as de formas redondas em lugar das angulares.” Arch Sex Behav. 2010 

Entendi que minha filha prefere rosa por outros motivos, mas é impossível negar a influência da industria de artigos infantis. “A feminilidade está sendo vendida às meninas – e também às mulheres – em embalagens cor-de-rosa. Mas a cor em si não parece ser o problema. O que preocupa … é o conceito de feminilidade que vem embutido no pacote.” (link para esse artigo).

Então o que eu tenho feito aqui é tentar desassociar o rosa do resto do pacote. O aniversário de 3 anos foi todo rosa, mas não foi de princesa, nem de bailarina. Foi rosa. Ela ganhou uns 4 kits de panelinha de aniversário, mas ficamos apenas com o que não era rosa. E assim vou tentando balancear.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s