Cesto dos Tesouros

abertura cesto tesourosPor volta do sétimo mês o bebê já experimentou diferentes texturas e formas e já está bem experiente com as diferentes capacidades das suas mãos. Já domina agarrar e soltar objetos de acordo com sua vontade, entendendo que sua capacidade é mais que colher informações, mas também modificar seu ambiente. É chegada a hora de passar para a descoberta de objetos do cotidiano ao seu redor.Leia mais »

Chocalhos e mais aos 3 meses

IMG_0116

Demorei mais tempo para voltar a escrever depois da mudança do que depois que Vicente nasceu. Pra vocês verem como foi (está sendo) punk, mas agora com três semanas de casa nova as coisas estão se acomodando.

No final da postagem sobre Móbiles Táteis eu prometi falar a respeito da mão como instrumento da inteligência. Na criança, as ações da mão guiadas pelo intelecto criam um ciclo de realimentação de informações: a mão relata ao cérebro, o cérebro orienta a mão por nova informação, a mão descobre mais informações através da realização de uma nova direção e se apresente de novo para o cérebro. Montessori descobriu o papel da mão no desenvolvimento da inteligência por observação intuitiva, mas atualmente um grande número de estudos neurológicos confirmam essas conclusões.

Leia mais »

Vida prática

Hoje resolvi começar com esse vídeo do canal Story of This Life que viralizou há cerca de um ano. Seu título traduzido ficaria: “Porque mães não conseguem terminar nada”. Ele é divertido, mas a mensagem que passa é diferente da de Montessori.

Vou confessar pra vocês: esse vídeo foi um dos motivos pelos quais decidi começar meu blog. Eu queria poder mostrar para as mães outra perspectiva, de usar essa inquietação da criança a seu favor, ou melhor, a favor dela.Leia mais »

Primeiras atividades – Tempo de Bruços

bruços aos 2 mesesEssa postagem é a segunda de uma série de três sobre atividades com bebês de até dois meses. As outras duas falam sobre a Parentalidade e os Móbiles. Recapitulando um pouco a introdução anterior, tudo ao redor da criança nessa idade já é bastante para lidar, não precisamos acrescentar muito mais.

O “Tempo de Bruços” (tradução livre minha para a expressão em inglês “Tummy Time”) nada mais é do que colocar o bebê acordado por um tempo cada vez mais prolongado sobre o abdômen. O intuito é compensar o corpo da posição fetal, alongando aquelas regiões que passaram muito tempo contraídas, possibilitar que “malhe” os músculos das costas, pescoço, braços e pernas que serão os principais responsáveis para ganhar mobilidade.Leia mais »